terça-feira, 24 de junho de 2008

LIXO EM UBERLÂNDIA TEM DESTINAÇÂO CORRETA


O Aterro Sanitário de Uberlândia foi escolhido como o melhor de Minas Gerais, recebendo recentemente o Prêmio Ouro da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semads), consideradas a gestão, a coleta e a destinação final. O aterro municipal, um dos 17 licenciados em Minas, tem sido apontado como modelo, recebendo visitações de técnicos sanitários de toda a região e até de outras partes do país.À exceção do lixo selecionado pelos catadores, por meio de entidades da categoria, e pelo programa "Coleta Solidária", do Instituto de Desenvolvimento Regional do Cintap-Inderc, além de catadores de rua e empresas especializadas em coleta, todos os resíduos sólidos domiciliares são levados para o aterro sanitário, que reúne todas as condições para a sua destinação final de forma absolutamente correta, atendendo inteiramente à legislação e às normas técnicas pertinentes.Em 2.005, o aterro da cidade recuperou a licença ambiental de operação junto à Fundação Estadual do Meio Ambiente/Conselho de Política Ambiental(Feam/Copam-MG), o que possibilitou ao Município voltar a receber a sua quota parte no ICMS Solidário do governo do Estado.No corrente ano, até outubro, o lixo domiciliar e comercial recolhido mensalmente no aterro representou pouco mais de 10.000 toneladas, a que se somam cerca de 1.600 toneladas de lixo industrial não perigoso. Já os resíduos de serviços de saúde(lixo hospitalar) da rede pública são recolhidos e tratados por uma empresa privada, vencedora da respectiva licitação, cabendo aos hospitais particulares, às suas expensas, realizarem o mesmo tipo de serviço, de acordo com a legislação vigente.Um estudo encomendado pelo município em 2.003 a uma empresa de consultoria, que utilizou dados da Universidade Federal de Uberlândia-UFU, revelou que a produção média diária de lixo em Uberlândia é de 791 gramas por habitante. A se considerar essa amostragem científica, como o aterro sanitário recebe atualmente uma média de 570 gramas/dia por pessoa, deduz-se que 221 gramas do lixo produzido diariamente por cada habitante não chegam ao aterro sanitário, sendo provavelmente reutilizados ou reciclados. De alguma forma, isso contribui para o aumento da vida útil do aterro e para a economia dos recursos públicos.Por outro lado, dos resíduos domiciliares que chegam ao aterro sanitário, tomando-se por base levantamento recente efetuado nos bairros Tocantins e Guarani, apenas cerca de 10% constituem produtos recicláveis(principalmente papel, papelão e embalagens plásticas). A matéria orgânica corresponde a 62,2%, e 18,7% são rejeitos e outros materiais inaproveitáveis.Por isso, as secretarias municipais de Serviços Urbanos e Planejamento Urbano e Meio Ambiente entendem que, para a implantação da coleta seletiva de casa em casa na cidade, que tem um custo bem mais elevado do que a coleta convencional, o município precisaria fazer estudos bem mais aprofundados, que levem em conta inclusive a indispensável equação custo/benefício.Além disso, como observa o secretário municipal de Planejamento Urbano e Meio Ambiente, Cláudio Guedes, a coleta seletiva, mesmo que não se ache institucionalizada, já é uma realidade em Uberlândia, praticada pelos catadores autônomos, que já vêm recebendo o apoio da Prefeitura, e por algumas empresas privadas.

Fonte: Portal da Prefeitura Municipal de Uberlândia - MG
19/11/07
COMENTÁRIOS

João Vitor Melgaço Roquete disse...

O armazenamento de resíduos é tão importante quanto à coleta bem feita do lixo. Sendo assim, a Limpebrás opera a uma distância segura com monitoramento constante de seu aterro sanitário, que utiliza as mais modernas técnicas de envelopamento e tratamento do lixo, obedecendo às normas dos órgãos de gestão do meio ambiente, capazes de se enquadrar nos mais exigentes critérios internacionais de avaliação.
20 de Agosto de 2008 21:42
Bia disse...
achei o conteudo do texto mto interessante e nao acredito q de 570 gramas produzidas por pessoa 221 gramas do lixo e provavelmente reutilizado.
21 de Agosto de 2008 19:49

bernardo disse...
O texto é bem legal eu nao sabia que o Aterro Sanitário de Uberlândia foi escolhido como o melhor de Minas Gerais
30 de Agosto de 2008 16:32

Iuri disse...
ahcei o conteudo do texto mto interessante e nao acredito q de 570 gramas produzidas por pessoa 221 gramas do lixo e provavelmente reutilizado e eu nao sabia que aterro poderia receber premios pq eu fui conversar com o responsavel do aterro sanitario e ele disse que o aterro poderia ganhar prenios mais nao como o melhor aterros sanitario ,pq nao esisti o melhor aterro sanitario, pode ate existir o aterro mais organizado e mais limpo mais nao como o melhor aterro, se fosse como o mais organizado e mais limpo eu vendo assim agora por foto eu concordo em falar que ele esta organizado
25 de Novembro de 2008 16:31

7 comentários:

João Vitor Melgaço Roquete disse...

O armazenamento de resíduos é tão importante quanto à coleta bem feita do lixo. Sendo assim, a Limpebrás opera a uma distância segura com monitoramento constante de seu aterro sanitário, que utiliza as mais modernas técnicas de envelopamento e tratamento do lixo, obedecendo às normas dos órgãos de gestão do meio ambiente, capazes de se enquadrar nos mais exigentes critérios internacionais de avaliação.

bia xD disse...

ahcei o conteudo do texto mto interessante e nao acredito q de 570 gramas produzidas por pessoa 221 gramas do lixo e provavelmente reultilizado ou reultilizado.

gii ;* disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
bernardo disse...

O texto é bem legal eu nao sabia que o Aterro Sanitário de Uberlândia foi escolhido como o melhor de Minas Gerais

Anônimo disse...

ahcei o conteudo do texto mto interessante e nao acredito q de 570 gramas produzidas por pessoa 221 gramas do lixo e provavelmente reultilizado ou reultilizado.

e eu nao sabia que aterro poderia receber premios pq eu fui conversar com o responsavel do aterro sanitario e ele disse que o aterro poderia ganhar prenios mais nao como o melhor aterros sanitario ,pq nao esisti o melhor aterro sanitario, pode ate existir o aterro mais organizado e mais limpo mais nao como o melhor aterro, se fosse como o mais organizado e mais limpo eu vendo assim agora por foto eu concordo em falar que ele esta organizado

Anônimo disse...

gostei muito do texto pois ele me ajudara em um processo seletivo segunda - feira na limpebras

douglas gostozo disse...

muito legal o assunto
mas a população de Uberlãndia muito legal o assunto
se consientizar para viver + e melhor